Fórum dedicado à crônicas de Vampire. Várias crônicas diferentes em tempos diferentes podem estar em andamento (ao mesmo tempo!), então preste atenção ao tópico.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Refúgio de Breanna Barton.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
MESTRE
Admin


Mensagens : 108
Data de inscrição : 07/07/2015

MensagemAssunto: Refúgio de Breanna Barton.   Seg Fev 29, 2016 3:02 pm

Segunda-feira, 29/02/2016.

18:00.

Breanna acorda em seu refúgio tranqüilamente, as paredes estão decoradas com fotografias de sua colecção pessoal, algumas de autoria própria e outras de artistas que ela admira. A maior parte das fotos tem um tom escuro e macabro, mas combinam com a casa claustrofóbica e sua cerca eléctrica sobre o muro alto que impere os vizinhos de xeretarem por lá.

Um subtil aroma de lenha queimando vêm de dentro da casa.

(Breanna está com 9 pontos de sangue)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wampyr.forumeiros.com
Joshua Collins

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 29/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Seg Fev 29, 2016 3:06 pm

Joshua diz da cozinha em um tom alto mas sem gritar:

- Senhora, já acordaste? Tive de resolver alguns problemas durante a tarde e não consegui me alimentar até agora, se importa de eu cozinhar algo? Sei que não gostas muito de fogo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Seg Fev 29, 2016 9:42 pm

Ficou olhando para o teto quando acordou, mas antes espreguiçou-se felinamente na cama, o corpo encoberto com um cobre leito de cor vermelho sangue, estava enrolada apenas nele, não usava mais nada, era um costume de sua mortalidade, dormir sem roupa.

Ouviu a voz de Joshua e virou o rosto na direção da porta, ele tinha razão ela não gostava de fogo, melhor, sua nova eu não gostava de fogo, mas puramente pelo desejo de sobreviver, já que aquele inconstante elemento da natureza poderia leva-la a uma morte lenta e dolorosa e ela sequer vivia numa vila católica na Idade Média, e nem bruxa era.

Era algo pior, era uma vampira.

Graças a Amadeos Kramer, seu algoz e senhor, uma mistura perigosa para existir apenas em um único ser. Mas, ela sabia, porque ele ensinou que nem mesmo criaturas como eles, são eternas. Apenas mais difíceis de serem levadas pela Cadavérica Dama de Negro.



- Nós temos fogão a gás, JOSHUA! – Ele sabia disso, ela não era mão de vaca o suficiente para não ter modernidades em sua humilde casa, ela seria maior se aquela cidade desprezível oferecesse algo melhor.

Levantou da cama e vestiu uma camiseta preta, e uma calcinha da mesma cor, mas de renda, mais parecia um shorts. E foi caminhando, despenteada, ajeitando os fios bagunçados com as mãos e indo pra cozinha. Passou pelo corredor olhando algumas fotos, suas, outras que ela comprou de fotógrafos de renome. Seu quarto mesmo estava cheio de fotos. Era um jeito de eternizar coisas as quais ela jamais tocaria ou veria novamente. E se chegasse a tocar, ou provar, nunca mais teriam o mesmo gosto, sabor.

Tudo graças a você, Amadeos, ela é profundamente agradecida por isso.

- Se meu cabelo cheirar a fumaça, eu te jogo ali dentro, e uso suas cinzas pra fazer uma tela. – Disse encostando o corpo numa das paredes da cozinha, olhando pra ele de um jeito gracioso, uma ameaça nada velada, que soava como brincadeira, como as muitas que ela se permitia fazer com ele. Um lacaio, seu lacaio e de mais ninguém.






- Vou ficar vendo você cozinhar, só pra me torturar sabendo que o gosto do que quer que seja isso não me atrai mais. Vou procurar não me incomodar com o fogo, não se preocupe... – Mas, era certeza que ele ia se preocupar, afinal ele sabia o que ela era.

Contudo, Breanna nos últimos meses parecia nutrir gosto por vê-lo cozinhar, ao menos por ficar próxima ao fogão, pedia pra deixar a pequena porta do mesmo entreaberta a ponto de permitir que ela visse as chamas dançando lá dentro, como que açoitando as paredes pequenas daquele item tão arcaico e útil ainda.

Saiu de perto da parede e andou até ele dando um forte abraço esperando ser erguida pro alto como um irmão abraça a irmã que não vê há muito tempo. Ou vu na noite passada, mas mesmo assim sendo necessidade daquela proximidade. Beijaria o pescoço dele e depois iria sentar-se na beirada da grande mesa de madeira que ficava bem no centro da cozinha. Ela já havia ameaçado transformar aquela cozinha num estúdio, mas jamais faria isso, pois, notava a paixão de Joshua por cozinhar. O tornava tão humano, e permitia assim que ela também por alguns poucos instantes sentisse-se como em casa, vendo a mãe cozinhar junto do pai.

Ah maldição, aquela eternidade imposta.

Bastava atirar-se pra Morte.

Mas, ela também não desejava morrer, ainda.

Olhava para o fogão com a porta entreaberta. Olhar fixo nas chamas, acalmando a Coisa, mandando ela parar de se mexer, mandando ela calar a boca imediatamente, porque aquele medo idiota ela não ia ter, ela precisava controlar aquilo, ela não ia deixar aquilo controla-la, maldita seja essa coisa sem forma urrando dentro dela.

Joshua fechava a pequena porta de metal.

- Não precisava... Que problemas teve? Algo que precise da minha ajuda? – Perguntou remexendo a cabeça pra cima e pra baixo como alguém que parecia ter um torcicolo a resolver, mas era uma mera distração do corpo pra mente não ficar olhando demais pro Abismo. Porque ele parecia querer olhar de volta.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua Collins

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 29/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Ter Mar 01, 2016 12:46 am

Joshua cozinha concentrado, mas sem deixar de dar atenção à sua senhora.

- Sabes bem que se for para cozinhar no fogão à gás eu prefiro comer frio mesmo, nada substitui o sabor de um bom prato preparado à lenha.

Joshua sorri e faz uma brincadeira provocando Breanna, pois já adquiriu confiança e respeito para saber até onde podia atiçá-la. Quando estava terminando ela o abraçou forte, e ele retribuiu. Era um relacionamento muito bom o que eles mantinham, e Joshua era feliz com ela, mesmo naquele fim de mundo.

- Não te preocupes, alguém invadiu o atelier onde seria a tua próxima exposição e roubou as fotos, mas já estou providenciando a revelação delas de novo... Essa é uma das vantagens da fotografia, certo? Se fossem telas a óleo isso seria um grande problema.

(18:30)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Ter Mar 01, 2016 4:18 pm

- Você parece uma velha falando sobre comida assim... – E parecia, poucas pessoas ainda tinham o bom gosto de saborear comida daquele modo, era algo raro sim, parecia “coisa de velho”, como ela mencionou em tom jocoso.

Depois da brincadeira e do abraço, ela mudou o ar em sua face, a Coisa riscou as paredes da jaula, e ela pensou em voz alta.

- Atrevidos... – Riscou também a madeira da mesa em que estava sentada com as unhas, dos dois lados, olhando com certo ar de fúria para o Lacaio.

- Já sabe quem foi? Arrombado ou a entrada foi mais profissional? – Sim, ela sabia que poderia revelar de novo o trabalho para expor, contudo, não encontrou motivo para que fizessem aquela babaquice. Seu trabalho era bom sim, e valia algumas boas notas. Mas, chegar a roubar era a primeira vez.

Pensou um pouco antes de falar, simulando um suspiro profundo, puro desgosto.

Mexeram com o que era DELA.

- Ou não foi gente...? – Seria alguém do circulo dos seus iguais atrevido o suficiente ou necessitado para roubar seu trabalho, iam admirar ou vender?

- A droga é que assim os futuros clientes perdem a exclusividade. Depois acabam desvalorizando... – Resmungou já mais calma. Deu um pequeno salto e caiu como uma felina na ponta dos pés, olhando pro fogão.

Quem sabe ela pudesse jogar o culpado em algum crematório, ou incinerador como nos filmes? Ah, seria pureza demais pensar que nunca fizeram isso com os atrevidos, os mais ousados ou os mais burros quando faziam merda naquela sociedade tão cruel como a dos vampiros.

- Vou me arrumar, enquanto você cozinha, o cheiro está ótimo, apesar de não ser do meu atual gosto... – Deu um tapinha no ombro dele e foi andando um pouco mais séria na direção do quarto. De lá sairia maravilhosa, pra descobrir coisas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua Collins

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 29/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Ter Mar 01, 2016 5:26 pm

Joshua deixa sua obra cozinhando enquanto senta de frente para Breanna e explica os detalhes.

- Foi uma invasão limpa, não quebraram nada, mas... Havia uma pilha de cinzas no meio do atelier, achas que queimaram as fotos? Os alarmes não dispararam mas pode ter sido uma ameaça. Bom, prefiro não presumir as coisas, só passo as informações.

Joshua volta a mexer na comida e deixa que Breanna se arrume em paz.

(19:00)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MESTRE
Admin


Mensagens : 108
Data de inscrição : 07/07/2015

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Ter Mar 01, 2016 7:30 pm

Breanna entra em seu Jeep 4x4 enquanto Joshua almoça tardiamente. Em quinze minutos ela chega no bar dos Anarquistas e entra em meio à olhares de alguns desavisados que ainda não a conheciam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wampyr.forumeiros.com
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Qui Mar 03, 2016 8:05 pm

Breanna chegava em casa em menos de quarenta minutos, ela ficou rodando um pouco pelas ruas sem destino certo, estava cansada, não fisicamente, mas mentalmente, e se ela ainda tivesse uma alma esta também estaria exausta.

Pegou a mochila no carro e foi pra dentro de casa depois de fechar a garagem, tirou as botas longe, não deixando arrumadas perto da porta, como sempre fez. Isso era era que estava estressada ou mesmo chateada, ela costumava ser religiosamente ordeira em sua casa, contudo, quando seu humor ficava alterado isso mudava também.

Foi pro banho, e quando tirou as roupas pro cesto de roupa sujas, que mais tarde ela lavaria - pra manter sua sanidade mental como humana, ela procurava fazer coisas de quando era humana, das mais simples as mais complexas - e entrou embaixo do chuveiro, ficou quase vinte minutos. E saiu.

Enrolou-se num robe e deixou o cabelo molhado enrolado numa toalha.

Sentou no meio da cama olhando as fotos e passando-as pro notebook, ela ia começar a mexer naquilo, estava inspirada, tristeza a inspirava, sempre. Secou-se e amarrou o cabelo num rabo de cavalo depois de secá-lo por cima, e vestiu shorts jeans, camiseta velha dos Rolling Stones cinza, com a famosa estampa da boca mostrando a língua.

Ela estava usando tênis de caminhada que adorava, vermelho.

Precisava sentir-se a vontade pra criar. Foi pro estúdio, uma sala grande da casa no andar de cima, um tipo de antigo sótão reformado, Ali havia apetrechos das fantasias que os modelos usavam, maquiagens, baús com roupas, objetos decorativos dos mais diversos, um plano de fundo escuro e um claro, câmeras, suportes, luzes, enfim, tudo que se pode imaginar num bom estúdio de fotografia, apesar dela não usar apenas o local como cenário.

Abriu o notebook e iniciou o desenho na mesa digital, deveria ser semelhante a ele, mas não ele.

Ela poderia sim desenhar Nick como ele era, mas não queria, porque assim identificaria o rapaz, e ela já sabia bem que ele não queria mais laço algum com ela. O desenho lembraria um rapaz com o semblante dele, como havia tantos outros garotos perdidos naquela cidade maldita.

Breanna desceria quando Joshua chegasse, ia ordenar que ele fosse dormir.
Ele estava cansado, deveria dormir, mesmo tendo o sangue dela correndo em suas veias, ele ainda era um humano. A exposição não ia ser mesmo no dia previsto, então não havia problemas dele descansar. Acabaria por também dar um pouco do seu sangue pro Lacaio, pra renová-lo.






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MESTRE
Admin


Mensagens : 108
Data de inscrição : 07/07/2015

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Qui Mar 03, 2016 9:27 pm

Joshua chega em casa e começa a arrumar as fotos no atelier de Breanna enquanto ela toma seu banho. Depois disso ele senta para assistir um pouco de televisão e acaba caindo no sono lá mesmo.

(22:00)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wampyr.forumeiros.com
Hagen Thorn

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Qui Mar 03, 2016 11:42 pm

[Vindo: Bar Striber]

Hagen só balançava a cabeça em desaprovação, se ele era um Brujah como ela, como parecia ele sabia que um mero soco bem dado podia despertar uma violência descabida e isso levar a morte deles, não se atiça a besta daquela forma, no entanto, preferiu calar-se, ainda mais vendo que ela o conhecia fazia tempo.

- Preciso falar com Breanna Barton, lembra da gangue que te falei? Então, preciso de integrantes...

Hagen sabia do endereço de Breanna pelo que se lembrava na ficha de cadastro da rádio quando ela fora lá algumas vezes anunciar suas exposições, não sabia se ela se mantinha no mesmo lugar, mas valia a pena a tentativa.

Observou o redor em frente ao endereço e estacionou sua moto em seguida, desmontou após Riley e andou a passos lentos em direção a porta, primeiro procurou uma campainha, se caso não houvesse bateria a porta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Riley Hattaway

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 29/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 12:00 am

Riley fica um tanto espantada com as palavras de Hagen.

- Aquela Breanna? Que tipo de gangue você pode formar com um bando de Toreca? Hahaha

Ainda assim ela continua com Hagen sem questionar mais, talvez quisesse ver no que ia dar isso. Hagen tocava a campainha da casa enquanto Riley se apoiava em sua moto. Os muros eram tão altos que não se podia ver mais que as telhas da casa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 1:21 pm

Deixou que Joshua ajeitasse as fotos no estúdio, iriam para o salão outro dia, depois disso deu um beijo no rapaz e ele saiu do estúdio, acabando por dormir no sofá. Breanna desceu e o cobriu com uma manta, como uma mãe faz com um filho que acaba dormindo no sofá vendo filmes de terror até tarde. O problema é que ela foi a mãe má fazendo-o entrar naquele Mundo de horror.

Quando estava subindo de novo a escada, ouviu barulho de moto, alguém parou em frente a sua casa. Nik? Duvidava, só se fosse pra brigar ou tomar satisfação com ela, e não queria aquela dor de cabeça pra aquela noite de novo.

Foi até a tela do computador instalado na sala e viu pela câmera, era Hagen.

Não entendia o porque de uma visita tão cedo, se eles iriam conversar mais tarde, ou melhor, outro dia. E Riley estava junto. A Toreador acabou cedendo à curiosidade e logo um portão menor de ferro fez o som de um pequeno estalo, abrindo a tranca. Bastava ele empurrar que entraria, a porta se fecharia em seguida.

Ela foi abrir a porta de entrada da casa, convidando-os a entrar, cumprimentaria com um aperto de mão os dois, isso quer dizer Riley também, desde que ela aceitasse o gesto, conhecia rumores do gênio ruim da garota.

- Podemos ir para o estúdio? Joshua está dormindo, não quero acordá-lo, já me ajudou bastante. – Falou num tom formal, ela não estava sorridente como costumava ser vista, mesmo que pouco saísse.

Se aceitassem ela os guiaria pra cima, no segundo andar, pro espaço reservado ao seu quarto, também havia o de Joshua e o estúdio, nada mais, já que p estúdio ocupava boa parte do andar superior.



- Fiquem a vontade, por favor. – Ela foi desligar a música e fechar o notebook com o trabalho que fazia em cima da foto que tirou no beco onde parou com Nick, o corpo do “anjo” estava esboçado já junto a foto na tela. Ela abaixou e foi acender a luz da pequena sala de estar, que usava pra negociar com alguns clientes que também acabavam por querer books macabros de si mesmos, ou de casais. Não entendia aquela mania, mas os humanos gostavam.



- O que trás vocês aqui? – Sentou num sofá levando as pernas pra cima e ficando em postura de lótus, deixando os braços descansando sobre as pernas.

Eles iam ver os trabalhos que seriam expostos na exposição na semana que vem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 1:30 pm

Fotos da exposição:









Esta era parecida com ela:








Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagen Thorn

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 1:59 pm

Hagen após bater à porta voltou-se a Riley e sorriu. – Esse desdém todo é só pq eles gostam de arte? – arqueou uma das sobrancelhas. – Bebê, aprenda uma coisa, somos todos cadáveres, não me importa o que cada um faça de sua vida ou com seu tempo livre. – As palavras eram firmes, ainda que aquilo nem de perto soasse como um esculhambo, era apenas Hagen em sua habitual luta pra que Riley ampliasse sua visão além da porradaria, o setita não via relação entre o gosto refinado dos toreador e a utilidade daqueles vampiros.

Hagen virou-se em direção a porta novamente, até que a mesma se abriu.

Quando Breanna o atendeu, ele estendeu sua mão em forma de cumprimento – Boa noite Senhorita Barton. – E adentrou assim que fora convidado, ele passava observando o local em que ela vivia, era de certo mais refinado e arrumado que o seu, já que ele não tinha muita disposição para cuidar daquelas coisas, muito menos um servo pra fazer isso, obviamente ele não deixou de notar o rapaz dormindo no sofá.

Continuou a segui-la até pararem perto do sofá onde ela sentava-se de maneira confortável.

- Senhorita, o meu intento é bem claro e breve, procuro aliados, digo, melhor ainda, procuro amigos. – Se corrigia achando que a palavra aliado não cabia em seu tipo de proposta. – O fato de sermos um bando de vampiros dispersos na cidade me preocupa imensamente, é claro que como todo anarquista eu respeito a liberdade e vontade de cada um dos residentes daqui, no entanto, lhe repetirei o discurso que venho fazendo há algum tempo, e poucos parecem dar ouvidos. – pigarreou. – Nossa única proteção atualmente é o fato de não sermos percebidos, tanto pela Camarilla quanto o Sabá, no entanto minha pergunta é, quanto tempo tu achas que isso vai durar? – Hagen tinha a postura de um bom negociador, após sua pergunta ele ficava a observar a Toreador esperando suas colocações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MESTRE
Admin


Mensagens : 108
Data de inscrição : 07/07/2015

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 2:07 pm

Riley cumprimenta Breanna da forma que ela deseja, mas após entrar no estúdio deixa os dois conversando enquanto observa uma por uma as obras, vira e mexe virando a cabeça ou se aproximando demais para ver detalhes que ela não entendia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wampyr.forumeiros.com
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 2:18 pm

Negociações, eles viviam naquele Mundo escuro negociando, se não com outros com eles mesmos, tentando estabelecer pactos pra ver se salvavam um pouco do que tinham da Humanidade ainda.

- Primeiro aliados, Hagen, é assim que começa, interesses em comum. - Ela entendia a colocação dele, é claro, mas de aliados pra amigos os passos eram grandes demais, e eles mal se conheciam, por hora bastava ter um aliado, afinal ela era uma carta marcada dentre os Toreador.

- Amadeos me falou pouco sobre as seitas, mas... Sei que esta possibilidade é cabível. Ele dizia que somente uma grande causa faria com que os nossos se unissem, contudo, faz muito tempo que nada nos une. - Ela não ponderava, parecia saber do falava e como todo bom Toreador era informada.

Ou pelo menos aprendeu o suficiente com seu senhor enquanto ficou com ele.

- Não sou tão insossa quanto pareço com o que acontece a nossa volta, Hagen. Alguma coisa aconteceu pra você vir me procurar. Porque deve saber que eu não tenho talento apenas com pincéis e câmeras. - Depositou a mão direita sob um notebook menor que estava numa mesinha do lado da poltrona dela. Sutil. Mas, aquele outro "dom" dela, poucos sabiam.

- Em que exatamente você quer ajuda? - Ela exibiu um sorriso tênue, como quem começa a querer negociar e aprecia o que faz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagen Thorn

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 2:28 pm

Hagen ouviu atentamente as colocações de Breanna, ele a entendia perfeitamente, no entanto era uma surpresa quando ela parecia insinuar que era boa com computadores, um dom que ela presumiu que Hagen soubesse, mas que o setita não tinha a menor ideia deles, ele sorriu e meneou em positivo. – A gente escuta coisas aqui e ali... – Dizia de maneira que aquilo soasse reconfortante.

- Nós temos a melhor causa possível, manter nossa liberdade intacta, eu pretendo ajudar que se forme uma gangue, vampiros dispostos a assegurar e manter um território que facilite nossa caça, que nos proteja das seitas e que melhore nossa qualidade de vida, assim como a dos mortais que nos cercam. – Alvejou Breanna com um olhar amistoso. – Pra tal, aliados não são o bastante, mas acho que podemos conquistar a confiança um do outro não é mesmo? – dizia aquilo buscando o sofá, sentando-se e fitando brevemente Riley, enquanto ela parecia de alguma maneira apreciar as fotografias da toreador.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 2:44 pm

Breanna não procurou notar se ele sabia ou não sobre seu outro dom, mas acabou acrescentando um pouco a fala depois de ouvir ele dizer tudo que queria até aquele momento.

- Não entrei no Pentágono ou na CIA, ainda. Não tive motivos. - Sorriu fazendo uma brincadeira, ou não.

- Liberdade talvez seja a única coisa que não nos foi tirada, ainda. E é valiosa demais pra que nos seja roubada, Hagen. - Ela diminuía o sorriso e pegava o notebook abrindo-o e colocando no colo sob uma almofada vermelha. Parecia mais uma jovem beirando a saída da adolescência e entrando na fase madura. Amadeos soube bem a época em tirar a vida humana dela.

- Se você busca proteção contra as seitas, então devo supor que saiba de alguma possível invasão ou há gente nova por aí? - Perguntou com ar mais sério já havia ligado o computador, e mexia nele enquanto falava com o setita.

- Tive problemas no local em que ia expor estas obras. Entraram lá e queimaram as fotos que iam ser expostas. Um dos nossos me deu estas informações, você já o viu com Riley. - Baixou levemente os olhos, lembrando do que fizera pro rapaz.

- Segundo ele eram lacaios, possivelmente do meu clã. Eu já sabia que desaprovam minha forma de arte, mas nunca tinham chegado a ares de ameaça. - Fez um leve careta, enrugando a testa por segundos.

- Como se isso fosse me fazer parar. - Ergueu os olhos e o encarou por alguns segundos, depois voltou seus olhos pra Riley.

- Procure ver isso como o lado sombrio dos Humanos, Riley, os meus iguais não gostam da minha arte porque expõe pros humanos o que eles conseguem ser tão bem quanto nós, monstros. - Era irônico aquilo, certamente. Mas, não ia dar nenhuma aula de arte pra garota, apenas estava ajudando ela a ver melhor.

- O irônico é que eles gostam de se ver assim. Monstros. Mas, eu os respeito, os que merecem. Não esqueço que já fui uma... - Um certo ar de saudosismo surgiu nesta fala. Voltou sua atenção para Hagen.

- Conquistar confiança é um bom passo, Hagen. - Falou por fim, calando-se, pois, falou demais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagen Thorn

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 2:55 pm

Hagen a respondeu prontamente sobre uma possível invasão. – Não, por hora não sei de nada sobre invasões, mas mais cedo ou mais tarde elas vão acontecer, é que ainda não começamos a incomodar a Camarilla, mas de certo nossa cidade vizinha não vai demorar muito pra agir, nós precisamos estar preparados pra aguentar o tranco quando ele vier, e ele vai vir.

Hagen arqueia uma sobrancelha e menea a cabeça quando ela fala de invadir lugares virtuais super protegidos, mas não comentaria nada sobre aquilo, não era sua área de especialidade.

- Até onde sei os Toreador são famosos por sua rivalidade dentro do clã, acho então que você tem causado inveja em algum dos seus. – fazia aquele comentário de maneira trivial, mas demonstrando algum conhecimento sobre as famílias, mesmo que raso.

- É eu jogo nessa mesma linha, bagunçar com os mortais atiça nossa fera, é melhor que ela se mantenha quieta não é mesmo? – após seu comentário ficava a observar Riley, Hagen não sabia se ela tinha algum gosto por arte e aquilo seria de fato uma surpresa, até mesmo agradável, era interessante ver Riley olhar com olhos diferentes alguma coisa que não fosse luta e violência.

- Bem, acho que temos uma notícia pra passar na rádio hoje, quem sabe isso não te dá ibope e mais pessoas visitem sua exposição... – pausou brevemente. – É eu não pude deixar de escutar sua conversa com o moleque, e logo percebi que você teve que refazer o trabalho, belo trabalho aliás. – dava um elogio franco. – Então quer que eu anuncie na rádio?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Riley Hattaway

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 29/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 3:14 pm

Riley escuta as palavras de Breanna, então responde.

- É muito fácil desenhar na cara das pessoas para parecer que estão mortas ou algo assim. Se você quiser fotografar cadáveres mate alguém, sem teatro. Talvez seus colegas não gostem das suas fotos por causa disso, elas são mentirosas.

Riley se afasta um pouco das fotos e tenta remendar a situação pelo bem de Hagen.

- Mas eu não entendo nada dessas coisas de arte, só estou dizendo o que penso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 3:16 pm

Bem, segundo ele não havia nada de errado por enquanto acontecendo na cidade, então ela poderia ficar em paz, ao menos, por hora, não é?

- Inveja é algo normal, na Humanidade e entre os nossos. - Ela tratava de separar sempre um grupo do outro.

- É isso que quero por hora, ibope. É ótimo como desgraças no mundo da arte vendem bem. Se você citar que meu primeiro lote foi queimado, vai vender como água no Saara. - Ela sabia bem disso, a não ser que estivessem manejando bem demais as finanças e sociedade a ponto de estragarem aquela nova exposição de algum jeito.

- Na verdade vou deixar um recado implícito numa das obras. - Ela larga o computador, e deixa-o sobre a mesinha de novo.

- Bem, se precisar de algum favor de informações ou caso tenha algum nome suspeito, me informe, posso revirar o cadáver pra você se for útil ao futuro grupo. - Ela passa os olhos de novo por Riley e volta a olhar para Hagen.

- Pensa em chamar mais quem? Comigo você pode estar servido com informações sobre os humanos e coisas a mais, mas se precisar saber sobre os nossos, você tem alguma ligação com os Nosferatu? Além disso, vai ser preciso poder de fogo. Bem, não vou ensinar como se fazer uma equipe destas, você tem pleno conhecimento acerca. - Ela ponderou um pouco as próximas palavras, mas falou.

- Porque você se importa, Hagen? - Foi incisiva, sem ser ferina, ela só queria saber porque diabos ele se importava com os outros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Breanna Barton

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 8:56 pm

Adendo para Riley.

Breanna acabava ouvindo o que ela falava no meio de sua conversa com Hagen e respondia com calma. Ele entendia o ponto de vista de garota.


- Não  vou matar pessoas pra fotografar, Riley. Não  penso em matar pela Arte. Prefiro usar isso como último recurso e apenas pra me defender. Toreadores do Sabbat certamente gostariam do que faço.  Eles são assim... diferentes. Como eu. Mas piores. Eles matam. Ou tem coragem pra isso. - Foi uma resposta longe que poderia deixar a outra entediada. Mas era o jeito dela em dizer que realmente não  mataria pra agradar os outros.

Voltava sua atenção  para o vampiro de novo.

(23:00)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagen Thorn

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/02/2016

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 11:02 pm

Hagen meneou em positivo – Sim, mas sua família faz disso quase um jogo pueril. – arqueava uma das sobrancelhas.

Quanto ao anúncio Hagen prosseguia. – Isso pode ser facilmente arranjado, eu conheço o pessoal do jornal local, a gente sempre anda lavando a mão um do outro, e uma matéria assim pra eles seria interessante. – Quanto as informações oferecidas posteriormente, Hagen apenas meneou positivamente entendendo o recado.

- De fato, um dos possíveis convidados para nosso pequeno círculo é um nosferatu, de nome Zouc, eu nunca ouvi falar dele, tão menos nunca estive com um do clã dos ratos, mas ouvi bastante sobre eles, e o fato deles serem por demais reclusos dificulta qualquer acesso a eles, no entanto o barão me passou seu contato, tentarei falar com ele o mais breve possível, além disso há um ventrue, mas o fato dos ventrue terem o costume de venderem suas próprias mães por comodidades efêmeras me deixa com um pé atrás, e afinal eles são os líderes da Camarilla... Mas veremos. – As palavras eram sérias e objetivas e o setita não parecia deixar nada pra trás, ou omitir nada.

O vampiro levantou-se, como se preparasse pra se despedir, no entanto a pergunta seguinte o fizera olhar levemente pra baixo, diretamente ao chão, e depois para Breanna. – Você está fazendo as perguntas erradas, o importante não é o por que me importo, e sim por que você não. – De maneira amistosa ele estendeu a mão a Breanna mais uma vez. – Temo que preciso me apressar, meu programa começa em uma hora e tenho acertos a serem feitos... – Seu intento era se retirar da casa se não houvesse mais nada a ser dito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MESTRE
Admin


Mensagens : 108
Data de inscrição : 07/07/2015

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sex Mar 04, 2016 11:28 pm

Os três se despedem amistosamente e partem seus caminhos.

Riley sobe na moto junto com Hagen e eles vão para a Rádio local.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wampyr.forumeiros.com
MESTRE
Admin


Mensagens : 108
Data de inscrição : 07/07/2015

MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   Sab Mar 05, 2016 3:36 pm

Breanna volta para seu computador e trabalha na sua última foto por aproximadamente uma hora, então finalizando-a. A foto da rua deserta durante a noite agora contava com um desenho de um garoto semelhante ao que ela conhecera mais cedo nessa noite, e estava pronta para ser revelada e exposta na sua exposição três noites no futuro.

Desligando seu computador, Breanna começa a sentir um pouco de sede e sai para caçar pelas ruas. É uma tarefa difícil em um cidade onde todos tem olhos na nuca, mas depois de 40 minutos ela encontra uma criança perdida na rua...

(00:40)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wampyr.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Refúgio de Breanna Barton.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Refúgio de Breanna Barton.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Alchemilla Hospital - Mental Instintution - Brooklyn (Refúgio Melody Garret)
» Refúgio dos Amaldiçoados.
» O Abissal Precursor do Ódio II - O Chamado de Eresquigal (Crônica Oficial)
» [LEBLON] MANSÃO CROW - REFÚGIO DE GUILLERMO CROW
» Imagens e Informações Básicas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wampyr: The Masquerade :: Role Playing Games-
Ir para: